PASTORAL FAMILIAR

Diocese de luz - MG
ENCONTRO DE REFLEXÃO
ENCONTRO DE REFLEXÃO FAMÍLIA, ONDE ESTÁ O QUE APRENDESTE COM JOSÉ, O PROTETOR DA SAGRADA FAMÍLIA? Dirigente: Sejam todos bem vindos! Estamos celebrando a Semana da Família e da Vida, este ano com o tema: “Famílias, na escola de São José, lugar do amor e do despertar vocacional.” Iniciemos nosso encontro invocando a Santíssima Trindade cantando: Em nome do Pai.... Animador/a: Vocação é o chamado de Deus. Ele pode ser ouvido com o coração e respondido com um jeito novo de viver. Aprendamos com Jesus, Maria e José, aqui representados neste altar, pela imagem da Sagrada Família, a responder “SIM” com nossas vidas. Assim, na escola de São José, lugar de amor e do despertar vocacional, somos chamados a buscar o aprendizado para superar os desafios que nossas famílias vêm enfrentando. Leitor 1: Muitas famílias estão perdendo a em Deus, não têm mais tanta nem espiritualidade, não tem mais tempo para a oração com a Palavra, vivem algumas como se Deus não existisse, não se interessam mais pelas coisas do céu, não têm mais vínculo com sua comunidade. (Carta do nosso Bispo Dom José Aristeu Vieira a José de Belém). Animador/a: No Batismo, como filhos de Deus, somos chamados a servir na comunidade em que vivemos levando o Evangelho de Jesus Cristo a nossos irmãos e irmãs. Como família de Deus, somos chamados a reforçar nossos vínculos com a comunidade. Dirigente: Famílias, que lição aprendemos na escola de São José, que é lugar do amor e do despertar vocacional? Leitor   2:   No   fim   de   cada   acontecimento   que tem     José     como     protagonista,     o     Evangelho observa    que    ele    se    levanta,    toma    consigo    o Menino    e    sua    mãe    e    faz    o    que    Deus    lhe ordenou   (cf.   Mt   1,   24;   2,   14.21).   Com   efeito, Jesus   e   Maria,   sua   mãe,   são   o   tesouro   mais precioso   da   nossa   fé.   (Carta   apostólica   Patris Corde do Papa Francisco) Todos   (canto):   São   José,   a   vós   nosso   amor   / sede    o    nosso    bom    protetor    /    aumentai    o nosso fervor. Leitor    1:    Muitas    famílias,    entre    nós,    estão numa    grande    crise,    primeiro    porque    não creem   que   ser   família   é   vocação   e   missão recebidas      de      Deus.      Os      esposos      não conseguem    mais    dialogar    e    resolver    com paciência   suas   dificuldades,   não   conseguem mais     se     perdoar,     por     isso     partem     para separação,   o   que   sabemos   não   ser   nenhuma solução.    (Carta    do    nosso    Bispo    Dom    José Aristeu Vieira a José de Belém). Animador/a:   No   seio   das   famílias   ocorre   o despertar   vocacional:   a   vocação   matrimonial, sacerdotal,   religiosa.   Em   um   ninho   de   amor   é mais     fácil     ouvir     o     chamado     de     Deus     e responder   “SIM”   ao   serviço   da   construção   do seu Reino. Dirigente: Famílias, que lição aprendemos na escola de São José, que é lugar do amor e do despertar vocacional? Leitor   2:   O   que   Deus   disse   ao   nosso   Santo   “José,   Filho   de   David,   não   temas…”   ( Mt   1,   20) –,    parece    repeti-lo    a    nós    também:    “Não tenhais   medo!”   É   necessário   deixar   de   lado   a ira    e    a    desilusão    para    –    movidos    não    por qualquer    resignação    mundana,    mas    com uma   fortaleza   cheia   de   esperança   –   dar   lugar àquilo   que   não   escolhemos   e,   todavia,   existe. Acolher    a    vida    desta    maneira    introduz-nos num   significado   oculto.   A   vida   de   cada   um   de nós    pode    recomeçar    miraculosamente,    se encontrarmos   a   coragem   de   a   viver   segundo aquilo    que    nos    indica    o    Evangelho.    E    não importa   se   tudo   parece   ter   tomado   já   uma direção   errada,   e   se   algumas   coisas   já   são irreversíveis.   Deus   pode   fazer   brotar   flores no   meio   das   rochas.   E   mesmo   que   o   nosso coração   nos   censure   de   qualquer   coisa,   Ele “é    maior    que    o    nosso    coração    e    conhece tudo”    ( 1    Jo    3,    20).    (Carta    apostólica    Patris Corde do Papa Francisco) Todos    (canto):    Oração    pela    Família    (Padre Zezinho) Abençoa, Senhor, as famílias. Amém! Abençoa, Senhor, a minha também! Abençoa, Senhor, as famílias. Amém! Abençoa, Senhor, a minha também! Que marido e mulher tenham força de amar sem medida Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida Que a família celebre a partilha do abraço e do pão Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois Que a família comece e termine sabendo onde vai E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor E que os filhos conheçam a força que brota do amor Abençoa, Senhor, as famílias. Amém! Abençoa, Senhor, a minha também! Abençoa, Senhor, as famílias. Amém! Abençoa, Senhor, a minha também! Leitor    1: (...)    muitos    pais    não    conseguem mais    educar    seus    filhos,    não    podem    mais ensinar       os       filhos       a       trabalhar,       nem conseguem     transmitir     para     eles     o     que receberam    de    seus    pais.    Até    criancinhas ficam    dia    e    noite    por    conta    da    internet,    e como    isso    é    desastroso!    (Carta    do    nosso Bispo    Dom    José    Aristeu    Vieira    a    José    de Belém) . Dirigente: Famílias, que lição aprendemos na escola de São José, que é lugar do amor e do despertar vocacional? Leitor   2:   Na   sua   função   de   chefe   de   família, José   ensinou   Jesus   a   ser   submisso   aos   pais (cf.    Lc    2,    51),    segundo    o    mandamento    de Deus.   (cf.   Ex   20,   12).   (Carta   apostólica   Patris Corde do Papa Francisco) Leitor   1:   (...)   quantos   de   nossos   jovens   estão perdidos,   sem   sentido   para   vida,   seduzidos pelo     ilusório     mundo     digital,     só     querem desfrutar   o   momento   presente,   não   sabem mais   sonhar   com   o   futuro,   não   se   importam com      religião,      nem      tem      mais      sonhos comunitários   e   muitos   estão   afundados   nas drogas,    nos    vícios.    (Carta    do    nosso    Bispo Dom José Aristeu Vieira a José de Belém). Animador/a:   O   pai   e   a   mãe   podem   criar   um ambiente   propício   para   que   os   filhos   possam ouvir    o    chamado    de    Deus,    principalmente, no    caso    da    vocação    sacerdotal    e    religiosa, que     irá     se     desenvolver,     amadurecer     e frutificar na comunidade cristã. Dirigente: Famílias, que lição aprendemos na escola de São José, que é lugar do amor e do despertar vocacional? Leitor    2:    A    paternidade,    que    renuncia    à tentação   de   decidir   a   vida   dos   filhos,   sempre abre   espaços   para   o   inédito.   Cada   filho   traz sempre   consigo   um   mistério,   algo   de   inédito que   só   pode   ser   revelado   com   a   ajuda   de   um pai    que    respeite    a    sua    liberdade.    Um    pai sente   que   completou   a   sua   ação   educativa   e viveu     plenamente     a     paternidade,     apenas quando   se   tornou   «inútil»,   quando   vê   que   o filho   se   torna   autônomo   e   caminha   sozinho pelas   sendas   da   vida,   quando   se   coloca   na situação    de    José,    que    sempre    soube    que aquele       Menino       não       era       seu:       fora simplesmente    confiado    aos    seus    cuidados. (Carta      apostólica      Patris      Corde      do      Papa Francisco) Todos     (canto):     Oração     por     nossos     filhos (Padre Zezinho) Ouve a nossa prece ó pai celeste Em favor dos filhos que nos deste Põe em nós um pouco do teu brilho E em cada filho a tua luz Põe tua palavra em nossa boca Põe teu gesto em nosso coração Não amemos nem demais e nem de menos Saibamos ser seus pais Saibamos muito mais Pessoas educando outras pessoas Cidadãos formando novos cidadãos Famílias preparando outras famílias Pais formando os filhos para a paz Momento de Reflexão: 1)   Você   tem   o   hábito   de   orar   com   a   Palavra   em família?   Em   que   esse   hábito   pode   contribuir para        despertar        vocações        sacerdotais, religiosas, matrimoniais? 2)    Diálogo    e    perdão    podem    evitar    que    os casais    se    separem?    A    separação    dos    casais interfere no despertar vocacional dos filhos? 3)   Você   acha   necessário   que   a   família   estabeleça os   combinados   quanto   ao   uso   da   internet? Qual   o   impacto   disso   na   vida   das   crianças, adolescentes   e   mesmo   dos   adultos?   Como conciliar   o   chamado   de   Deus   e   os   apelos   do mundo digital? 4)   O   que   podemos   fazer   para   despertar   nossos jovens   deste   fascínio   pelo   mundo   digital   para que    escutem    o    chamado    de    Deus    na    vida deles? Dirigente:   Para   vencermos   os   desafios   que nossas     famílias     vêm     enfrentando     vamos suplicar a intercessão de São José. Todos:   Só   nos   resta   implorar,   de   São   José,   a graça da nossa conversão. Elevemos a São José a nossa oração: Salve, guardião do Redentore esposo da Virgem Maria! A vós, Deus confiou o seu Filho; em vós, Maria depositou a sua confiança; convosco, Cristo tornou-Se homem. Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai também para nós e guiai-nos no caminho da vida. Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem, e defendei-nos de todo o mal. Amém. (Carta apostólica Patris Corde do Papa Francisco) Dirigente:    Para    concluir    o    nosso    encontro vamos cantar um trecho do Hino à São José. Todos: Vinde, alegres cantemos / a Deus, demos louvor / São José, exaltemos / sempre com mais fervor. São José, a vós nosso amor / sede o nosso bom protetor, aumentai o nosso fervor / aumentai o nosso fervor.
ORAÇÃO VOCACIONAL PARA TODOS OS DIAS  VOCACIONAL Senhor da Messe e Pastor do Rebanho, faz ressoar em nossos ouvidos teu forte e suave convite: “Vem e segue-me”. Derrama sobre nós o teu Espírito, que Ele nos dê sabedoria para ver o caminho e generosidade para seguir tua voz.  Senhor, que a Messe não se perca por falta de Operários. Desperta nossas comunidades para a Missão, ensina nossa vida a ser serviço. Fortalece os que querem dedicar-se ao Reino na vida consagrada, religiosa e leiga.  Senhor, que o Rebanho não pereça por falta de Pastores. Sustenta a fidelidade de nossos ministros, bispos, padres, diáconos e todos os missionários. Dá perseverança a nossos seminaristas e abençoa nosso Seminário. Desperta o coração de nossos jovens para o ministério pastoral em tua Igreja.  Senhor da Messe e Pastor do Rebanho, chama-nos para o serviço de teu povo.  Maria, Mãe da Igreja, modelo dos servidores do Evangelho, ajuda-nos a responder SIM.  São José, Patrono zeloso da Igreja, terno pai adotivo, educador e guia vocacional do Enviado do Pai, intercede junto a teu Filho Jesus pela Diocese de Luz, para que tenhamos, neste novo centenário muitas, santas e fiéis vocações para servir ao povo de Deus.  Nossa Senhora, Mãe da Luz, São José, e São Rafael, rogai por nós. (Oração do Ano Vocacional 1983, adaptada para o Centenário da Diocese, no Ano Santo São José, 2021)
Comissão Diocesana da Pastoral Familiar Comissão Diocesana da Pastoral Vocacional
ENCONTRO DE REFLEXÃO PARA REZAR EM FAMÍLIA
MATERIAL TRABALHADO NA SEMANA DA FAMÍLIA  DA DIOCESE DE LUZ - MG
IMPRIMIR