PASTORAL FMILIAR

Diocese de luz - MG
MISSA COM AS FAMÍLIAS
MISSA DE ENCERRAMENTO DA SEMANA DA FAMÍLIA COMENTARISTA: Irmãos e irmãs, fomos amados, escolhidos    e    queridos    por    um    amor    que    nos precede.   Durante   o   mês   de   agosto   a   Igreja   nos   leva a   meditar   e   a   rezar   por   todas   as   vocações,   dom   de Deus.     Vocação     é     a     resposta     humana     a     um chamado   divino.   E   o   primeiro   grande   chamado   de Deus   é   para   a   vida.       E   como   batizados   devemos encontrar   o   caminho   do   serviço   para   melhor   seguir nossa   vocação,   seja   ela:   sacerdotal,   religiosa,   leiga ou   para   a   vida   familiar,   assumindo   o   compromisso do   matrimônio:   Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher e os dois não serão mais duas, mas uma carne” e dessa união nascerá uma nova família, projeto de Deus, portanto vocação ao amor. Apesar das profundas mudanças históricas, a família continua a ser a mais completa e a mais rica escola da humanidade e na medida em que se torna consciente desta vocação, torna-se “Igreja Doméstica”, sendo considerada um "jardim" ou como a "primeira semente", onde as sementes de vocação (e da santidade) que Deus espalha, encontrou condições para germinar e crescer até a maturidade plena. Ao encerrarmos a “Semana da Família e da Vida”, peçamos a “José de Belém, da casa de David, morador de Nazaré, na Galileia, que as famílias “comunidades de vida e de amor”, acolham a vontade de Deus em suas vidas e sigam o exemplo de São José, crendo que ser família é vocação e missão recebidas de Deus, pois ela é a primeira educadora da fé, e em razão disso, Deus fez da família o primeiro lugar do despertar vocacional. Nessa    disposição    de    “Eu    e    minha    casa serviremos   ao   Senhor”,   abertos   a   transmissão   da vida     e     fiéis     ao     nosso     compromisso     com     o verdadeiro   Deus   dentro   da   nossa   unidade   familiar, vamos   dar   início   a   Santa   Missa,   acolhendo   nosso celebrante e toda a equipe litúrgica, cantando. ATO PENITENCIAL: COMENTARISTA:       Aprender    a    amar    é    também aprender   a   perdoar.   Compreender   a   importância   do perdão,     especialmente     em     nossas     famílias     é manifestar   nosso   cuidado   à   vida   e   a   essência   mais profunda   da   paternidade   não   é,   então,   a   autoridade, mas   a   misericórdia,   como   uma   “afetividade   divina”, que   nos   revela   o   mais   profundo   significado   do   amor. Revendo     nossas     atitudes     e     obras     de     amor, peçamos   o   perdão   de   Deus,   pois   é   simplesmente emocionante   ver   pais   perdoando   e   pedindo   perdão para   seus   filhos;   ver   filhos   abraçarem   seus   pais   e experimentarem   a   força   do   amor   e   do   perdão   e   ver casais      que      se      perdoam      e      renovam      seu compromisso    de    amor    e    fidelidade.    Confiantes    e contemplando   o   Pai   Misericordioso   que   se   faz   para a família dom e missão, peçamos perdão cantando. PALAVRA DE DEUS COMENTARISTA: Jesus viveu numa família e nela aprendeu os caminhos da e a necessidade de realizar a vontade de Deus. Que a Palavra de Deus nos ajude a repensar nossas atitudes, nosso compromisso batismal como família e como pessoa, para que a sociedade seja transformada como presença de um mundo novo, o Reino de Deus. PRECES DA COMUNIDADE: PADRE:   Irmãos   e   irmãs,   Deus   nosso   Senhor   não só   instituiu   a   família   humana,   como   a   quis   para   si. Portanto,     com     os     olhos     no     lar     de     Nazaré, supliquemos    ao    Pai    todo-poderoso    por    nossas famílias, dizendo: R.: Senhor, guardai a nossa família na vossa paz. 1. Que a Igreja, chamada a assumir o anúncio da verdade e da esperança para levar os valores do matrimônio e da família cristã, possa auxiliar os casais na promoção do diálogo, da virtude e da confiança no amor misericordioso de Deus, nós vos pedimos. 2. Que a família que tem a vocação específica de ser comunidade de vida e de amor, assim como é a Santíssima Trindade, sirva de exemplo e de modelo de comunidade para a Igreja, pois assim seremos, "Igreja família" e paróquia com espírito de família, nós vos pedimos. R.: Senhor, guardai a nossa família na vossa paz. 3. Que o grande serviço, a grande vocação e especificidade da família seja ser uma comunidade que transmite e educa para a vida e uma comunidade que, também, ensine as virtudes sociais, nós vos pedimos. 4. Que a família eduque e oriente para o acolhimento da vocação, seja ela qual for: sacerdotal, matrimonial, religiosa ou leiga, pois é na família que se aprende o respeito a liberdade alheia e a estar disponível para discernir os sinais vocacionais que Deus suscita continuamente, nós vos pedimos. 5. Que a família “como primeira escola de vida e de fé”, possa educar e orientar segundo o modelo de Cristo, testemunhando que Deus é Pai bondoso, justo e misericordioso, e que por ser amor, Ele reservou para todos uma vocação pessoal e específica, nós vos pedimos. 6. Que a família, berço da educação e o primeiro ambiente de evangelização, seja proteção e amparo, a fim de ser uma comunidade vocacional, de transmissão da fé, da esperança e da caridade e um especialíssimo lugar da formação humana e cristã, nós vos pedimos. 7. Que as famílias sejam espaços onde os filhos encontrem orientações sólidas para viver e amar, em clima de paz e harmonia, de forma a construir diariamente a capacidade para ouvirem o chamado em direção à descoberta de sua vocação, nós vos pedimos. 8.   Na   família   onde   acontece   a   catequese   de   base, as    orações    ensinadas    pelos    pais    aos    filhos    se transformam   em   memórias   afetivas   por   toda   a   vida. Que    esse    primeiro    passo    rumo    a    uma    vida    de oração    seja    uma    verdadeira    prova    de    amor    que espalha   o   hábito   de   geração   a   geração,   nós   vos pedimos. R.:    Senhor,    guardai    a    nossa    família    na    vossa paz. 09.   Que   os   pais   sejam   exemplo   para   seus   filhos   ao viverem     sua     vocação,     incentivando-os     também ouvirem   o   chamado   de   Deus   e   assim   assumirem   o projeto de Deus em suas vidas, nós vos pedimos. 10.    Que    as    famílias    sintam    a    necessidade    de vivenciar   uma   profunda   experiência   de   Jesus   e   da sua   Palavra   para   conseguirem   vencer   os   desafios   e dificuldades   que   encontrarem   em   seu   caminho,   e assim   compreenderem   seu   papel   evangelizador   na Igreja e na sociedade, nós vos pedimos. 11.   Promova   e   desperte,   Senhor,   as   famílias   para   a fé,     para     que     vejam     o     caminho     da     promoção vocacional    ampliar-se,    facilitando    o    discernimento dos   corações   para   o   chamado   sacerdotal   ou   para   a vida    consagrada    ou    ainda    matrimonial,    nós    vos pedimos. 12.   Abençoai,   Senhor,   as   famílias   “comunidades   de vida   e   de   amor”,   para   que   não   sejam   apenas   o   lugar privilegiado    da    formação    humana    e    cristã,    mas    se constituam    também    como    «o    primeiro    e    o    melhor seminário da vocação” nós vos pedimos. PADRE:    Ó    Pai    que    fizestes    da    Igreja    a    vossa família,    concedei-nos    amar-nos    uns    aos    outros como   irmãos,   e   derramai   sobre   todas   as   famílias   do mundo a vossa graça e a vossa paz. Amém! OFERTÓRIO: COMENTARISTA: A   família   é   o   lugar   onde   o   amor   de   Deus   se manifesta    plenamente.    A    família    é    o    berço    da educação   e   o   ambiente   familiar   é   o   ambiente   da vontade   de   Deus   para   conhecê-Lo   ou   experimentá- Lo com maior perfeição. Ao   encerramos   a   “Semana   da   Família   e   da Vida”,   recordamos   aos   pais   que   os   filhos   são   dons de      Deus,      que      devem      ser      instruídos      no conhecimento   Divino,   pois   a   transmissão   da   fé   é   um dos     deveres     mais     sagrados     dos     pais.     Amar, obedecer   e   respeitar   a   fonte   da   vida   que   são   os pais   é   amar,   respeitar   e   obedecer   a   Deus,   origem de toda a vida. Assim,   a   misericórdia   de   Deus   veio   ficar   entre nós   e   o   fez   no   coração   de   uma   família,   a   Sagrada Família   de   Nazaré.   Por   isso,   apresentamos,   diante do   teu   altar,   Senhor,   todas   as   nossas   famílias   e   a humanidade   inteira,   para   que,   num   tempo   em   que para     muitos,     a     família     perdeu     o     seu     valor, redescubramos   Deus,   o   laço   da   perfeição   e   a   fonte da unidade familiar. Cantemos. COMENTÁRIO FINAL: COMENTARISTA : Ao   encerrarmos   a   “Semana   da   Família   e   da Vida”,     somos     convidados     a     imitar     a     Sagrada Família,   verdadeiro   modelo   de   vida   que   Deus   nos dá,   pedindo   para   que   em   nossas   famílias   floresçam as   mesmas   virtudes   e   o   mesmo   amor,   assim   como fez    São    José,    homem    que    despojou-se    de    seus desejos   pessoais   para   assumir   em   sua   vida   a   chefia da     família     de     Nazaré,     dedicando     a     sua     vida completamente a eles. Sem   nenhuma   reserva   e   sem   nenhum   medo, pelo    contrário,    São    José,    foi    muito    corajoso    em assumir   Maria   em   sua   gravidez   e   zelar   por   aquele que     é     o     Messias,     exercendo     assim,     o     amor. Portanto,   procuremos   descobrir   hoje   e   sempre,   a presença   de   São   José   em   nossas   famílias   e   no mistério de nossa fé. Que   o   Senhor   nos   ajude   a   contemplar   a   vida e    a    imitar    os    exemplos    de    São    José,    homem prudente,   marcado   pelo   silêncio   e   pela   escuta   que procurou na oração tomar as melhores decisões. Que   São   José   grande   servidor   e   protetor   das famílias,   interceda   pelas   vocações   e   também   por toda   a   nossa   Diocese,   em   especial,   pelas   famílias, para    que    neste    Ano    de    São    José,    vivenciem    a escola   de   São   José,   lugar   do   amor   e   do   despertar vocacional. BENÇÃO PARA AS FAMÍLIAS: Deus   de   Amor   Infinito,   Vós   mostrastes   para   a humanidade   o   vosso   Amor   Paterno   em   São   José, homem justo. De    coração    e    mente    totalmente    abertos    a vossa   Vontade,   ele   venceu   seus   temores   casando- se   com   Maria,   que   concebeu   Jesus   pela   ação   do Espírito    Santo,    e    gerou,    definitivamente,    a    vossa Presença no seio da família humana! Que   vossa   Graça   e   o   exemplo   de   São   José nos   sustentem   na   vivência   de   vossa   Palavra   em cada   momento   do   cotidiano,   na   pronta   realização de   tua   Vontade   e   nas   relações   de   amor   recíproco em   nossas   famílias   e   comunidades,   fazendo   com que   sintamos   a   presença   de   vosso   Filho   em   cada um    de    nós    repetindo    a    experiência    da    Sagrada Família. Ó    Deus,    criador    e    misericordioso,    derramai copiosa    bênção    sobre    estas    famílias.    Por    Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!
ORAÇÃO VOCACIONAL PARA TODOS OS DIAS  VOCACIONAL Senhor da Messe e Pastor do Rebanho, faz ressoar em nossos ouvidos teu forte e suave convite: “Vem e segue-me”. Derrama sobre nós o teu Espírito, que Ele nos dê sabedoria para ver o caminho e generosidade para seguir tua voz.  Senhor, que a Messe não se perca por falta de Operários. Desperta nossas comunidades para a Missão, ensina nossa vida a ser serviço. Fortalece os que querem dedicar-se ao Reino na vida consagrada, religiosa e leiga.  Senhor, que o Rebanho não pereça por falta de Pastores. Sustenta a fidelidade de nossos ministros, bispos, padres, diáconos e todos os missionários. Dá perseverança a nossos seminaristas e abençoa nosso Seminário. Desperta o coração de nossos jovens para o ministério pastoral em tua Igreja.  Senhor da Messe e Pastor do Rebanho, chama-nos para o serviço de teu povo.  Maria, Mãe da Igreja, modelo dos servidores do Evangelho, ajuda-nos a responder SIM.  São José, Patrono zeloso da Igreja, terno pai adotivo, educador e guia vocacional do Enviado do Pai, intercede junto a teu Filho Jesus pela Diocese de Luz, para que tenhamos, neste novo centenário muitas, santas e fiéis vocações para servir ao povo de Deus.  Nossa Senhora, Mãe da Luz, São José, e São Rafael, rogai por nós. (Oração do Ano Vocacional 1983, adaptada para o Centenário da Diocese, no Ano Santo São José, 2021)
Comissão Diocesana da Pastoral Familiar Comissão Diocesana da Pastoral Vocacional
MISSA COM AS FAMÍLIAS
MATERIAL TRABALHADO NA SEMANA DA FAMÍLIA  DA DIOCESE DE LUZ - MG
IMPRIMIR